Anúncios

Pesquisar este blog

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Aprendendo a jogar.

(A História da Coleção, continuação)

Um amigo meu, Rafael, ex-namorado de minha irmã, viu os botões e resolver jogar uma partida comigo, o cara joga muito, e claro, me ganhou de goleada, não lembro muito bem o placar final, mas mesmo que soubesse eu ficaria com vergonha de contar, rsrs, me lembro simplesmente de não ter nem chutado em gol e de ter que pegar a bolinha na minha rede mais de dez vezes. Entretanto por incrível que pareça, gostei de jogar, e nós começamos a jogar quase todos os dias.

Eu fui melhorando e com tempo já conseguia até marcar uns golzinhos, mas jogar contra ele era complicado, com o tempo fui pegando a manha do jogo, mas desde o começo sentia falta de jogar um jogo mais dinâmico onde cada botão tivesse a sua função na mesa. Foi então que pedi ao meu tio Maurício a sua coleção de botões. Aí o jogo a ficar mais interessante ainda, meu tio me deu vários botões de galalite; alguns botões de vidro, dentre eles três times botões da Gulliver estilo 'três tamanhos', um time de acrílico da marca Canindé e mais alguns ‘tampas’.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pesquisa Google